Os primeiros encontros

Os primeiros encontros

Há várias teorias sobre os primeiros encontros. Afinal o que querem os homens e o que querem as mulheres? O que espera um homem no final do primeiro encontro e o que espera a mulher?

Em primeiro lugar, há algo que nunca mas nunca se deve esquecer. O homem é por natureza predador. Isso é uma verdade matemática que não vale a pena negar.
Se o homem é predador é um erro a mulher tentar inverter esta natureza humana, porque é certinho que se vai dar mal.

A verdade é que a mulher muitas vezes tem um comportamento castrador no sentido que tenta aniquilar as regras do jogo. Se o homem é predador, façam acreditá-lo que são as presas.
No entanto, como um bom predador o homem gosta de luta. Esta é a premissa inicial. A natureza humana é muito mais mecanicista do que se pensa e tudo se trata de um jogo de equilíbrio.

Um homem no primeiro encontro espera levar uma mulher para a cama. Uma mulher na primeiro encontro ( se gosta dele) tenta conquistar o homem… por vezes acha que o sexo é uma boa maneira para o conseguir. Mas está errada!

Um dos erros frequentes tem a ver com os métodos que se utiliza. As mulheres nos primeiros encontros muitas vezes falam dos ex, falam dos problemas que têm, falam do cão do gato e da vizinha… auto-elogiam-se em excesso ou pelo contrário mostram que não têm qualquer tipo de confiança nelas próprias.
Este tipo de palavras deveria estar completamente proibido e crescerem aftas na boca cada vez que pronunciassem tal coisa

Meninas… o primeiro encontro não é o confissionário… e ningúem esta minimamente interessado em saber que a mãezinha tem hemorróidas, que o canário morreu na semana passada ou que o ex é psicopata. A ideia de um primeiro encontro é levantar levemente o véu e não ser um livro aberto. A ideia é atiçar a vontade do próximo encontro e dos próximos e até de um futuro… Se a ideia ” não vende” não passa à frente. O primeiro encontro é a tábua rasa e se a ideia que passa é de uma miúda com problemas e com baixa auto-estima ou pelo contrário super convencida… o que é que se está a espera?

Positivismo é a palavra de ordem. E para saber o que dizer ou o que não dizer é apenas pensar o que gostavamos de falar e tantar mover a conversa nesse sentido…
Claro algo nunca demasiado pessoal ou superficial. Falar de viagens, filmes e séries é um bom exemplo… falar de roupa e de cabelos e dietas é um péssimo exemplo e um carimbo na testa de futilidade. Um homem não é a vossa melhor amiga.

Outro erro frequente é as mulheres tentarem alongar demasiado o primeiro encontro.
Erro muito grave. O primeiro encontro deve ser não muito longo, nem muito comprido. Deve ser no tempo suficiente para suscitar vontade para o próximo.

Isso significa que beijocas e convites para subir até nossa casa está completamente fora de questão. Se querem que resulte… então minhas queridas, não se esqueçam que ele é o predador…

O último ponto é bombardearem com mensagem logo no final do encontro. Se estão interessadas… e querem algo mais do que uma noite…não mandem mensagens. Se ele mandar primeiro não mandem mensagem logo de seguida. Se não mandar… jamais mandem novamente. Esta é a regra de ouro!

Se ele não mandar mensagem no final do encontro… a verdade é esta não está interessado. E não há desculpas para não haver saldo, para ter deixado o telemóvel no carro… e outras cantilenas. Quando um homem quer, vai atrás, procura, pede o telemóvel emprestado, vai ás três da manhã carregar o telemóvel, faz o pino se for preciso.

Não se enganem… se o homem não mandar mensagem… é porque não está interessado e não é porque mandem mensagem que essa ideia vai mudar… simplesmente vai mostrar desespero… e lá está está a castrar a natureza do homem ” predador”.

Façam-no esperar. Saber esperar é uma virtude e o predador gosta disso. E gosta de saborear a sua ” vitória”. Nunca se esqueçam que o que é fácil de ter é fácil de desprezar.
Esta é uma dura verdade.

Fonte: mariarabodesaia.blogspot.am