amizade-e-namoro

Amizade e namoro, como faço para diferenciar uma relação?

O homem não nasceu para viver isolado. Disso sabemos e, inclusive, estudamos na escola a importância dos nossos relacionamentos. Poderíamos dizer que a amizade e namoro entre as pessoas fundamenta-se nos encontros de suas necessidades diversas e em suas descobertas conjuntas baseadas na lealdade e no comprometimento de ambas as partes.

Ainda quando estávamos dentro do convívio familiar, nossos abraços, beijos e outras manifestações de carinho tinham uma conotação fraterna. Num convívio social mais abrangente, vivemos uma outra dimensão na qual continuamos a ser fraternos, mas com pessoas que não tínhamos convivido anteriormente.

Em nossas amizades, não procuramos subjugar o outro ou tirar proveito de alguma situação. Entretanto, na experiência com o sexo oposto podemos defrontar com algumas surpresas, como acreditar que um novo sentimento, além da amizade e namoro, pode estar aflorando.

Mas se um namoro começa a partir de uma amizade verdadeira, como podemos identificar se o nosso abraço está ganhando um sabor diferenciado? Poderia aquele amigo ser um futuro namorado?

Considerando a possibilidade de viver a mudança de uma amizade para um namoro, este será o momento propício para investir ainda mais na amizade no sentido de buscar respostas para os quesitos que consideramos relevantes para a nossa felicidade.

O bom da amizade que criamos, é que faz com que a gente injete diariamente uma dose de entrosamento, uma dose de quero mais do que o outro tem a oferecer para.

Portanto não dá para negar que o grande “palco” ou pilar para um relacionamento é a amizade.
Mas a verdade é que a amizade é só o começo para relacionamentos saudáveis.